Apartamento de Adriano, de ‘Apocalipse’, é inspiração de decoração para imóveis com pé-direito alto

A coluna está sempre de olho nas produções da TV, e o cenário de uma casa em estilo nova-iorquino chamou nossa atenção. Trata-se do apartamento de Adriano Montana vivido por Felipe Cunha, pai do vilão Ricardo, personagem de Sérgio Marone, na novela ‘‘Apocalipse’’ da Record TV. A decoração do apê é eclética, misturando elementos rústicos a um tipo de vida mais jovial, já que os ambientes são integrados. Com grandes aberturas de janelas com abundante iluminação natural, o estilo também é conhecido pelo uso de tijolos e tubulações de ferro aparentes, além de amplo pé-direito, podendo até ser duplo.

Mas você sabe o que significa o termo citado acima? A nomenclatura “pé-direito” nada mais é que a medida entre o chão e o teto de uma construção. O normal é que ela seja de ,m a ,m, mas há a possibilidade de ter o dobro desse tamanho. Nesse caso, fala-se em pé-direito duplo, como o estilo dos lofts nova-iorquinos.

Quando temos uma sala de estar com medidas bem generosas, o pé-direito duplo pode ser um recurso arquitetônico, deixando o ambiente ainda mais imponente. Não há muita regra sobre a altura certa, isso vai variar de acordo com as proporções do espaço para que se mantenha uma certa relação confortável das medidas, além é claro das necessidades estruturais do projeto, uma vez que tal solução precisa de cálculos estruturais bem específicos.

 

Muitos <a href=”https://bhservers.com.br”>vps windows</a> optam pelo pé-direito alto por questões estéticas, já que ele permite uma decoração que amplifica o espaço. Também é possível criar o pé-direito duplo, que pode vir acompanhado de uma escada escultural e um mezanino, valorizando ainda mais o ambiente com sensação de abundância e iluminação natural. Um grande pendente decorativo para a iluminação artificial também cai bem. Além disso, o uso do pé-direito duplo é bastante útil para o nosso clima, já que proporciona maior troca de ar do ambiente, melhorando o conforto térmico da sala de estar. Porém, nem tudo são flores, a solução aumenta consideravelmente o custo de obra e requer mão de obra específica para a limpeza e manutenção.

Com o projeto desenvolvido pela arquiteta Amanda Miranda em Piratininga, Niterói, o imóvel foi totalmente transformado. A casa, que anteriormente era toda em madeira e passaria apenas por uma reforma, estava comprometida por uma infestação de cupim. Diante do grave problema, ela foi colocada abaixo e assim surgiu outra bem contemporânea, com amplos espaços integrados, pé-direito duplo e escada em guarda-corpo de vidro.

Projeto desenvolvido pela arquiteta Amanda Miranda em Piratininga, Niterói Foto: Denilson Machado MCA Estúdio

O pé-direito duplo foi importante para integrar a parte interna com a área externa, através de portas de vidro de ,m de altura, com ampla visão para o jardim vertical e o espelho d’água com escultura — paisagismo desenvolvido por Clarice Perroni —, “abraçando” as salas de estar e de jantar. O espaço ainda conta com uma seleção do mobiliário bem eclético que se mistura aos materiais contemporâneos, como vidro e piso cimentício atérmico. “Um pedido especial dos moradores que norteou o ambiente foi a permanência dos móveis com estilo mais clássico no caso, o par de poltronas. Porém, o que predomina é o estilo moderno, seguindo sempre uma paleta de cores claras”, destaca a arquiteta.